Menu Mobile

Idealizado pelo MPRS, Projeto Conectados pela Educação disponibiliza sinal de internet na casa de alunos da rede municipal de ensino de Guaíba

Idealizado pelo MPRS, Projeto Conectados pela Educação disponibiliza sinal de internet na casa de alunos da rede municipal de ensino de Guaíba

flaviaskb

“Internet é bom, é muito bom, só folhinha não adianta… com internet eu aprendo mais, eu vejo meus colegas, a minha profe, daí fica bom pra mim”, diz Pedro Otto, estudante do 5º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental Anita Garibaldi, de Guaíba, um dos 550 alunos contemplados com sinal de internet pelo Projeto Conectados pela Educação. Folhinha é como o menino chama os exercícios impressos distribuídos aos estudantes sem condições de acompanhar as aulas remotas.





Idealizado pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul, por meio da Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude de Guaíba, juntamente com o Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Comdica), o Projeto Conectados pela Educação já disponibilizou sinal de internet de forma gratuita em 400 residências de alunos da rede municipal de ensino em vulnerabilidade. Os recursos são provenientes do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente e de emendas no orçamento aprovadas pelo Legislativo. Nesta fase do projeto, finalista na edição 2021 do Prêmio Innovare e que tem a Prefeitura Municipal como parceira, 1.050 famílias serão contempladas com instalação de rede wifi até o mês de julho, possibilitando que 1,4 mil estudantes acompanhem as aulas remotas.

A promotora de Justiça Ana Luiza Domingo de Souza Leal afirma que o Projeto Conectados pela Educação, pioneiro por disponibilizar sinal de internet nas casas dos estudantes, surgiu da preocupação do MP e do Comdica quanto à desigualdade no acesso à educação em Guaíba, ampliada frente ao ensino remoto. “Ficou exposta a brutal desigualdade social e a violação ao direito à educação que crianças e adolescentes enfrentam em meio à pandemia, quando as vulnerabilidades se acentuam e a necessidade de garantir direitos se torna crucial”, ressalta.

A partir de uma pesquisa realizada pelo poder público municipal, com o MP e o Comdica, acerca do quantitativo de alunos da rede pública municipal de ensino que não dispunham de acesso à rede de internet e a equipamentos de informática, chegou-se ao número de 2 mil alunos que não dispunham de acesso à internet e, aproximadamente, 400 alunos sem equipamentos para acessar a plataforma utilizada para as aulas remotas.

DOAÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA

Em paralelo à instalação de rede wifi nas casas dos alunos, o projeto desenvolve uma campanha de arrecadação junto à população, pessoas jurídicas e físicas, de equipamentos de informática para acessar a plataforma de ensino. Para fazer a doação – celulares, tablets, notebooks, computadores, cabos e carregadores devem estar em bom estado – basta entrar em contato com a Promotoria de Justiça de Guaíba, pelos telefones (51) 99567.1503 ou (51) 3480.2522.

Até o momento, foram arrecadados 51 notebooks e 50 tablets, que estão sendo formatados pela TI do Município de Guaíba e tombados ao patrimônio municipal para posterior destinação aos alunos. Os equipamentos são entregues às famílias pelo período de um ano, ao fim do qual serão revisados pelo quanto à formatação e funcionalidade e devolvidos aos alunos, em caso de continuação de suas inscrições no projeto.