Menu Mobile

Instituições lançam projeto de acesso às aulas remotas por crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade em Guaíba

Instituições lançam projeto de acesso às aulas remotas por crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade em Guaíba

flaviaskb

Nesta quinta-feira, 15 de abril, a Promotoria de Justiça Especializada de Guaíba, em parceria com a Prefeitura do município e o Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e Adolescentes, realizou o lançamento oficial do Projeto Conectados pela Educação. Coordenada pela promotora de Justiça Ana Luiza Domingues de Souza Leal, a iniciativa visa assegurar o acesso ao direito à educação de crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade da rede municipal de ensino às aulas remotas.

“O projeto é resultado de um trabalho árduo e ambicioso, que contou com envolvimento de várias instituições e sociedade civil”, afirmou a promotora. Segundo ela, foram dezenas de reuniões, exaustiva coleta de dados pela Secretaria de Educação, com auxílio da TI, e diversas apresentações com a finalidade de angariar recursos para o projeto, que teve sua fase preliminar iniciada em abril de 2020. O diagnóstico detectou que 2 mil alunos da rede municipal não dispõem de acesso à internet.

O projeto teve início a partir de recursos do Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (Fumdica) e, posteriormente, buscou-se auxílio da Câmara de Vereadores de Guaíba e de empresas privadas, o que garantiu o valor total para custeio do projeto no ano de 2021. Neste primeiro momento, já foram realizadas quase 500 instalações, com previsão de abrangência da rede de internet em mais de 1.050 residências ainda neste ano.

Atualmente, busca-se junto à sociedade civil e às empresas privadas a doação de equipamentos como celulares, computadores, notebooks e tablets, usados ou novos e em boas condições de uso, para que sejam doados às crianças e adolescentes abarcados pelo Projeto. Caso os recursos sejam angariados, bem como a doação de equipamentos pela população aos alunos, a perspectiva é de extensão do projeto aos demais alunos.

Todos que contribuem com o projeto, pessoa física ou jurídica, com intenção de abater no Imposto de Renda ou não, recebe o diploma de Parceiro Social das Crianças e Adolescentes de Guaíba.