MP homenageia parceiros do projeto que recebeu menção honrosa no Innovare

MP homenageia parceiros do projeto que recebeu menção honrosa no Innovare

flaviaskb

A coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões, Denise Casanova Villela, e a promotora de Justiça da 7ª Promotoria da Infância e da Juventude de Porto Alegre Inglacir Delavedova, realizaram, na tarde da sexta-feira, 14, a entrega de homenagens aos parceiros do projeto Combate à exploração sexual infantojuvenil – abordagem individual e operações noturnas – integração entre Ministério Público, Polícia Militar, Polícia Civil e rede de proteção, com o objetivo de registrar o reconhecimento pelo profícuo trabalho realizado em parceira que rendeu ao MPRS, no último dia 06, no Supremo Tribunal Federal, a menção honrosa do Prêmio Innovare, na categoria Mistério Público do Rio Grande do Sul.

“É com imensa alegria que reunimos os parceiros para este momento de agradecimento e, principalmente, para reconhecer o trabalho de todas as instituições envolvidas no projeto. Sabemos que as mudanças só acontecem quando há pessoas comprometidas, trabalhando de forma conjunta, e foi isso que aconteceu, desde o início, neste caso. O Ministério Público, enquanto articulador de políticas públicas, entende a necessidade de construir parcerias interinstitucionais para que os resultados sejam positivos e este é um exemplo dessa atuação conjunta. A menção honrosa que recebemos do Prêmio Innovare é do todos e por isso fizemos questão de compartilhar essa honraria”, explica Denise Villela.

Inglacir Delavedova sublinha a relevância da parceria e a disponibilidade das instituições e das pessoas para a execução de todas as fases do projeto. “Há que se destacar a excelência do trabalho de cada um dos parceiros. Por isso, fizemos questão de nominar aqui as pessoas que foram imprescindíveis para o sucesso do projeto. Além dos homenageados sabemos também que há outros colaboradores importantíssimos, porque foram várias etapas e nesse processo contamos com a participação de muita gente. Agradecemos a todos e compartilhamos a nossa conquista, que não é apenas do MP, mas de todos”, concluiu Inglacir.

HOMENAGEADOS

Rogério Teixeira Stockey, coordenador da Divisão de Localização de Atividades Localizadas da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico; Eliane Soares, psicóloga do Centro de Referência no Atendimento Infanto-Juvenil – CRAI do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas; delegada Adriana da Costa, diretora do DECA; e delegadas Andreia Magno, Patrícia Tolotti e Laura Lopes da Polícia Civil; Helena de La Rosa da Rosa, da Fundação de Atendimento Social e Cidadania (Fasc); Carlos Fernando Simões Filho, gerente coordenador de Políticas Públicas para a Proteção de Crianças, Adolescentes e Idosos da SMGL; tenente-coronel Marcus Vinicius Gonçalves Oliveira; tenente-coronel Régis Rocha da Rosa; tenente-coronel Luciano Moritz Bueno; major Mac Arthur Matteo Vilanova; e capitão Wellington Camargo de Oliveira, da Brigada Militar; Capitão Rodrigo Martini Rodrigues, do 1º Comando Regional de Bombeiros; conselheiros tutelares das dez microrregiões de Porto Alegre; Iara de Almeida, da Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul; e Angelita Rios, do Departamento Médico-Legal do Estado do Rio Grande do Sul. Também foram homenageados os servidores do MP, tenente-coronel André Luis Moreira Felício, da Assessoria de Segurança Institucional; Solange Maria de Quadros Gonzaga, da Promotoria da Infância e Juventude de Porto Alegre; e Kassiany Cattapam dos Santos, do Caoijefan.

O PROJETO

Dos anos de 2013 a 2017, foram instituídas com a rede de proteção III etapas do Projeto-Piloto de Combate à Exploração Sexual Infantojuvenil em Porto Alegre, que na I fase, resultou na assinatura do Termo de Compromisso Operacional entre Ministério Público Estadual, através 10º Promotoria de Justiça da Infância e Juventude de Porto Alegre, SMS, SMED, SMDH, SMGL, SMIC, SMTUR, SMSEG, FASC e SEDUC, visando um roteiro de condutas para o atendimento de crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual, junto aos serviços municipais, com foco, também, em Grandes Eventos a serem sediados em Porto Alegre, como a Copa do Mundo do ano 2014; na II fase do projeto, a discussão dos casos individualizados de crianças e adolescentes sob suspeita de exploração sexual desta capital, e, na III Fase do projeto, as operações de enfrentamento à exploração sexual infantojuvenil e ao uso de bebidas alcoólicas por crianças e adolescentes entre Ministério Público Estadual, através das 7º e 10º Promotorias de Justiça da Infância e Juventude de Porto Alegre, Brigada Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros e SMIC, nesta capital.


Fotos: Renata Simmi/MPRS