MP investiga advogados que usaram login de policial para acesso indevido ao Sistema de Consultas Integradas

MP investiga advogados que usaram login de policial para acesso indevido ao Sistema de Consultas Integradas

flaviaskb

A Promotoria de Justiça Especializada Criminal e o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), com apoio do Núcleo de Inteligência do MP e da Brigada Militar, cumpriram, na manhã desta terça-feira, 22, mandados de busca e apreensão na residência e escritório de advogados em Porto Alegre e Alvorada. Os advogados são suspeitos de terem utilizado o login e a senha de um policial civil de Alvorada para ter acesso irrestrito ao Sistema de Consultas Integradas.

Conforme as investigações, coordenadas pelo promotor de Justiça Flávio Duarte, foram consultados inúmeros processos, nomes, ocorrências policiais, mandados de prisão e placas de veículos entre os meses de outubro de 2016 e abril de 2017. Além disso, foram consultadas informações sigilosas de promotores de Justiça com atuação no Tribunal do Júri de Alvorada e Porto Alegre, para eventual utilização no plenário.

Além dos mandados de busca, a Justiça deferiu a remoção do policial do cadastro para acessar o sistema de consultas. Um dos advogados foi conduzido à delegacia de polícia em virtude de possuir uma arma sem registro.