Menu Mobile

Assinado convênio para oferecimento de cursos de empreendedorismo a reeducandos da Apac Porto Alegre

Assinado convênio para oferecimento de cursos de empreendedorismo a reeducandos da Apac Porto Alegre

samantha

Foi assinado nesta segunda-feira, 29, um convênio de cooperação técnica entre o MP, a Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) e o Sebrae/RS para o oferecimento de cursos de empreendedorismo aos presos da Apac Porto Alegre. O convênio prevê a realização do “Bate Papo Empreendedor” e da oficina empreendedora “Começar Bem”, a serem ministrados na sede da casa prisional, no Bairro Partenon. A intenção é atingir, inicialmente, 145 pessoas.

Durante o café da manhã quando foi celebrado o acordo, o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Dornelles, reiterou que “a ideia do empreendedorismo é fantástica, pois dá autonomia aos reeducandos”. Desde 2012, o MP capitaneia a iniciativa no Estado, inclusive com visitas a Minas Gerais, onde há, hoje, 38 Apacs em funcionamento. Esteve presente na solenidade, também, o procurador de Justiça Gilmar Bortolotto, um dos representantes do MP que atuam para a constituição de associações no RS – são mais de dez, atualmente.

EMPREENDEDORISMO

“O convênio é uma forma de melhorar a perspectiva de que esses recuperandos retornem à sociedade; o empreendedorismo talvez seja uma ferramenta que eles tenham para não reincidir”, disse o superintendente do Sebrae-RS, André Vanoni de Godoy. Já a presidente da Apac Porto Alegre, Isabel Oliveira, lembrou a trajetória para a implantação da sede da Capital e o que ela representa em termos de alternativas ao sistema prisional.

Por sua vez, a secretária de Trabalho e Assistência Social, Regina Becker, lembrou que “o trabalho que a Apac faz resgata a autoestima e valores e até pode despertar habilidades, para uma ponte entre a dura realidade e o sonho de um mundo diferente”. Representando o governador do Estado, o secretário de Governança e Gestão Estratégica, Claudio Gastal, pontuou que, nos próximos anos, novas sedes devem ser estabelecidas em Porto Alegre e outros municípios gaúchos.

Estiveram presentes, ainda, o assessor da Secretaria de Administração Penitenciária, Gustavo Schwartz, a juíza da Vara de Execuções Criminais, Sonali Sluhan, a diretora do departamento de Tratamento Penal da Susepe, Simone Zanella, o diretor de Política Previdenciária do Seapen, Sandro Oliveira, o procurador das Apacs Porto Alegre e Canoas, Roque Reckziegel, a tesoureira da Apac Porto Alegre, Elizana Produrotti, e a diretora de projetos estratégicos da Secretaria do Trabalho e Assistência Social, Denise Russo.