Menu Mobile

Força-tarefa de combate ao feminicídio se reúne para definir medidas de proteção à mulher no Litoral Norte

Força-tarefa de combate ao feminicídio se reúne para definir medidas de proteção à mulher no Litoral Norte

flaviaskb

Nesta quarta-feira, 18, ocorreu na Promotoria de Torres uma reunião para discutir a implementação das políticas públicas de proteção às vítimas de violência doméstica e de enfrentamento ao feminicídio. O encontro interinstitucional, organizado pelo promotor de Justiça Vinicius de Melo Lima, contou com a presença da coordenadora da Comissão de Segurança e Serviços Públicos da Assembleia Legislativa do Estado, Ariane Leitão, da presidente da OAB da subseção Tramandaí, Maria Aparecida Finger, da presidente da ABAMI do Litoral, Daiana Esquici Godoy, da vice-presidente da OAB da subseção Capão da Canoa, Daniela Rosa, do presidente da OAB da subseção de Torres, Carlos Maurel Alves, do prefeito de Torres, Carlos Alberto Souza, do prefeito de Arroio do Sal, Affonso Angost, do prefeito de Mampituba, Dirceu Selau, do prefeito de Morrinhos do Sul, Luiz Steffen, do prefeito de Três Forquilhas, Robson Brehm e do prefeito de Dom Pedro de Alcântara, Dirceu Machado.

Na oportunidade, o promotor de Justiça apresentou dados de violência doméstica e ressaltou a necessidade de medidas efetivas para o combate a esse tipo de crime. Ficou definido que se buscará, junto à Secretaria de Segurança Pública Estadual, a capacitação permanente dos policiais civis e militares para o enfrentamento da violência doméstica na Comarca de Torres, a criação de um projeto lúdico, a exemplo do Proerd da Brigada Militar, para crianças e adolescentes até o 9º ano e a reiteração de bloqueio de verbas públicas das prefeituras, em especial a de Torres, para a construção de uma casa-abrigo. Para o auxílio dos Municípios, a Coordenadoria da Segurança da Assembleia Legislativa comprometeu-se em disponibilizar um mapa com números atualizados e dados técnicos sobre a violência doméstica.