Gaeco participa de operação contra lavagem de dinheiro

Gaeco participa de operação contra lavagem de dinheiro

juarezsn

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – Gaeco – Núcleo Lavagem, acompanhou, na manhã desta terça-feira, 30, desencadeamento da fase ostensiva da Operação Nero, destinada ao combate à lavagem de capitais decorrentes da exploração de jogos de azar.

Foram cumpridos, pelos agentes da Polícia Civil, 23 mandados de busca e apreensão nas cidades de Porto Alegre, Sapucaia do Sul e Xangri-lá, além da indisponibilização de pouco mais de R$ 11 milhões em imóveis e veículos sequestrados.

A investigação, que durou aproximadamente nove meses, contou com o apoio do Ministério Público, por meio do Gaeco Lavagem, e foi realizada em conjunto pela Delegacia de Repressão à Lavagem de Dinheiro, Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos, Departamento Estadual de Homicídios e Proteção à Pessoa e 3ª Delegacia de Polícia de Porto Alegre,

Conforme a investigação, o dinheiro ilícito tem origem na exploração de casas de jogos de azar, e era “esquentado” através de “laranjas”, ou mediante o uso de empresas. Foi identificada ainda a atuação de um escritório de contabilidade no auxílio da lavagem de dinheiro. Pelo menos um profissional do escritório tinha conhecimento de que o dinheiro da organização era ilícito e mesmo assim orientava em como “esquentar” o capital.

Além dos mandados de busca e apreensão e de constrição de bens, também foram afastados os sigilos bancário e fiscal de 55 investigados, entre pessoas físicas e jurídicas.