Menu Mobile

Sistema fará monitoramento em tempo real para proteção das abelhas no RS

Sistema fará monitoramento em tempo real para proteção das abelhas no RS

flaviaskb

Os promotores de Justiça Alexandre Saltz, do Meio Ambiente, e Felipe Teixeira Neto, coordenador do Núcleo de Resolução de Conflitos Ambientais, participaram de reunião online nesta quinta-feira, 30, com representantes da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, da Fepam, da Federação da Agricultura do Estado do RS e das empresas que produzem e comercializam produtos com o ingrediente Fipronil, que vem sendo apontado como o causador da morte de abelhas no estado.

Na ocasião, os professores Betina Blochtein, da PUCRS, e Aroni Satter, da UFRGS, apresentaram projeto de um sistema de informação e monitoramento de abelhas. De acordo com eles, a plataforma online receberá dados e informações, em tempo real, da situação das colmeias, permitindo a adoção de medidas necessárias para protegê-las e fornecendo ao gestor as informações suficientes para a tomada de decisões e para orientar a formulação de políticas públicas.

Para Alexandre Saltz, a implementação deste projeto será um grande passo na proteção e preservação da biodiversidade, já que as abelhas são excelentes bioindicadores. “Essa nova ferramenta, associada a outras que já foram disponibilizadas, possibilitará que o Estado tenha melhor condições de controlar e fiscalizar o uso de agrotóxicos no estado e de medir os seus efeitos ao meio ambiente e à saúde pública”.

Ficou acertado que as empresas terão 15 dias para que se manifestem sobre o interesse em aderir ao projeto e apresentarem sugestões o mesmo.

Participaram da reunião, dentre outros, o secretário estadual da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural, Covatti Filho, e o secretário-adjunto, Luiz Fernando Rodrigues Jr; a diretora-presidente da Fepam, Marjorie Kauffman; o representante da Farsul, Domingos Lopes.