Menu Mobile

Audiência pública no MP debateu destinação final de lodos das Estações de Tratamento de Água

Audiência pública no MP debateu destinação final de lodos das Estações de Tratamento de Água

flaviaskb

A Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente promoveu, nesta segunda-feira, 09, audiência pública para debater novas formas de destinação e reaproveitamento dos lodos gerados pelas Estações de Tratamento de Água (ETAs) de todo o Estado, de forma a reduzir os impactos ambientais e os custos para as operadoras desses sistemas de tratamento. Os elementos químicos provenientes do tratamento de água, que formam os lodos das ETAs, são potencialmente poluidores.

O evento, ocorrido no auditório do MPRS, contou com a participação de representantes da Fepam, Corsan, DMAE e outras companhias de tratamento municipais do RS. A audiência instruiu inquérito civil que trata da regularização e licenciamento das ETAs. Dos 170 municípios convidados, 83 estiveram presentes.

Conforme a promotora de Justiça Ana Maria Marchesan, que presidiu o encontro, a partir das cinco exposições técnicas, foram colhidos subsídios para uma provável construção de resolução do Conselho Estadual do Meio Ambiente – Consema, que venham a dispor sobre a questão dos lodos das ETAs, tema ainda não regrado em nível federal. “O Rio Grande do Sul talvez seja um estado pioneiro no debate desta questão”, afirmou a promotora.