Menu Mobile

Caxias do Sul: recursos de TACs financiarão Projeto Poesia de Rua

Caxias do Sul: recursos de TACs financiarão Projeto Poesia de Rua

flaviaskb

Com recursos oriundos de termos de ajustamento de conduta ou acordos firmados pelo Ministério Público de Caxias do Sul, o Projeto Poesia de Rua reunirá o Vivacidade e o rapper Chiquinho Divilas para uma série de ações envolvendo arte urbana. A iniciativa, que acontecerá entre a rua Irma Valiera e o bairro Eusébio Beltrão de Queiroz, deve ser implementada no segundo semestre deste ano.

Segundo o Promotor de Justiça Adrio Gelatti, o Ministério Público tem a possibilidade de efetuar a reversão de medidas compensatórias por danos coletivos ao meio ambiente ou urbanísticos, especialmente quando envolvem indenizações pecuniárias, a entidades que atuem na cidade.

"O Poesia de Rua é um projeto inovador que propõe a ocupação de um espaço urbano hoje estéril por meio da arte, a ser realizada por artistas e grafiteiros locais, com intervenções artísticas e oficinas formativas. O objetivo é criar um ambiente que interligue o bairro Euzébio Beltrão de Queiróz ao centro da cidade, criando alternativa de movimentação entre essas diferentes tipologias urbanas e incentivando a população a se apropriar desse espaço. Assim, tem importância ímpar na criação de ambientes urbanos qualificados, trazendo cidadania aos moradores do Euzébio Beltrão de Queiróz e visibilizando suas carência”, destaca Gelatti.

Através da realização de oficinas de rima e rap, break dance e grafite, serão criados referenciais artísticos para uma intervenção poético-visual na área. Para esta atividade, grafiteiros serão convidados para criação de murais feitos nas empenas de prédios da Irma Valiera, onde também estarão as rimas e versos criados pelo moradores.

A equipe do Vivacidade será responsável pelo levantamento cartográfico do espaço, além de ações técnicas e de mobilização junto ao Poder Público e os moradores para uso do espaço da rua e das calçadas, durante a realização do processo de produção artística.

O presidente do Vivacidade, Tiago Fiamenghi, afirma que o objetivo é ocupar o espaço público com arte como forma de criar alternativas de movimentação de pessoas na rua Irma Valiera, integrando-a de forma mais efetiva aos bairros adjacentes, como o Beltrão de Queiroz e o São Pelegrino.

O rapper Chiquinho Divilas vai articular a mobilização da comunidade do Beltrão de Queiroz, além de ser responsável pela produção das ações artísticas e dos grafites, em parceria com a Fluência Casa de Hip-Hop. Divilas entende a ação como oportunidade para abordar temas como consciência ambiental, promoção sobre os direitos humanos, erradicação do trabalho infantil e estatística de violência elevada na região. “O Poesia de Rua aposta na ideia de que ruas ocupadas com arte e gente são mais seguras, derivando numa cidade mais humana”, pontua o rapper.

Crédito das fotos: Jeferson Deboni