Menu Mobile

Rodeio Bonito: MPRS e BM atuam para conter aglomerações durante a pandemia da Covid-19

Rodeio Bonito: MPRS e BM atuam para conter aglomerações durante a pandemia da Covid-19

flaviaskb

O Ministério Público, a Brigada Militar e fiscais da Prefeitura de Rodeio Bonito realizaram, neste sábado, 18, autuações em locais que não estavam respeitando o distanciamento social determinado em todo o Estado para conter a disseminação do novo coronavírus.

No final da tarde, foi realizada operação para fiscalizar sete bares, distribuidoras de bebidas e restaurantes na cidade. A ação resultou em três autos de infração administrativa e um termo circunstanciado por aglomeração e não utilização de máscara. “Em um deles ocorria um jogo de cartas, no qual não era respeitado o distanciamento necessário”, conta o promotor Valmor Júnior Cella Piazza, que participou da fiscalização.

RINHA DE GALO

Também na noite sábado, o promotor e agentes da BM foram alertados para uma rinha de galo que estava acontecendo no centro de Rodeio Bonito. Foram lavrados termos circunstanciados para as 13 pessoas que participavam do evento. Além disso, foram apreendidos 14 galos e materiais utilizados para a rinha. “Diante da pandemia da Covid-19, também lavrado Boletim de Ocorrência por crime de infração de medida sanitária preventiva, por determinação do poder público, destinada a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa, com pena que pode ir de detenção de um mês a um ano e multa”, conta o Valmor Piazza. A pena é aumentada de um terço se o agente é funcionário da saúde pública ou exerce a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

Piazza acompanha a questão das rinhas de galo na comarca por meio de procedimento administrativo para prevenir e reprimir a prática. No início do ano, foi realizada audiência com mais de 30 pessoas para assinatura de termos de compromisso de ajustamento.

Saiba mais:
Rinhas de galo: MP firma 31 compromissos de ajustamento em Rodeio Bonito


FESTA CLANDESTINA

Por fim, na madrugada de sábado para domingo, o promotor recebeu a informação de que estaria ocorrendo uma festa clandestina em um camping na localidade de Saltinho, interior do município. No local, foram identificados mais de 50 jovens, sendo que cerca de 20 teriam fugido do local com a chegada da Polícia.

Também foi encontrada uma grande quantidade de bebidas alcoólicas e ninguém utilizava máscaras, “todos desrespeitando as medidas de distaciamento social necessárias devido a pandemia”, destaca Piaza. Foi lavrado Boletim de Ocorrência e Termos Circunstanciados também pelo crime de infração de medida sanitária preventiva para impedir a propagação de doença contagiosa. Os envolvidos foram liberados, mas deverão responder pelo crime.