Menu Mobile

Toma posse a nova diretoria da FMP/RS

Toma posse a nova diretoria da FMP/RS

flaviaskb

O procurador de Justiça Fábio Roque Sbardellotto tomou posse nesta quarta-feira, 13, como presidente da Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP/RS) para gestão 2019/2022. Junto com Sbardellotto foram empossados os integrantes da nova diretoria: como vice-presidente, o promotor de Justiça Luciano de Faria Brasil; como secretário, o procurador de Justiça, Gilberto Thums; e como representante do corpo docente, o procurador de Justiça Alexandre Lipp João.

Marcada por homenagens e agradecimentos a todos que contribuíram para a criação e desenvolvimento da FMP, e pela presença de familiares e amigos, a cerimônia ocorreu no Auditório Mondercil Paulo de Moraes.

Em seu discurso de posse, Fábio Roque Sbardellotto começou agradecendo as pessoas que os antecederam. “Muitos colegas eram dignos de estar aqui, mas recaiu sobre nós essa imensa missão. Reitero honrar esse compromisso”, disse.

Em seguida, o presidente eleito da FMP relembrou a infância, quando, como filho de professores, cresceu dentro de uma escola, ambiente que aprendeu a amar e respeitar. “É possível sim transformar o mundo com educação. Vi pessoas chegando à FMP sem ter conseguido comer. Pessoas saindo de lá para fazer os estágios e começar a vida profissional com esforço. É essa a educação que se faz lá, uma educação com alma, com valor, com sentimento e com reconhecimento. Vamos seguir trabalhando com alma, com coração. Transitando pelo fenômeno das gerações, fazendo uma educação com fraternidade, para que o nosso aluno entenda que é ele quem tem que estudar, mas nós estamos lá para ajudá-lo. Qualidade superior em educação e felicidade são direitos sublimes e vamos trabalhar nesses próximos três anos para que isso siga sendo realidade”, ressaltou.

O promotor de Justiça David Medina da Silva, que esteve no cargo no período de 2013 a 2019, agradeceu aos colegas o apoio e a oportunidade de se dedicar exclusivamente à FMP. Destacou, ainda, que a FMP não é obra de apenas uma pessoa, mas de muitas. “O que fizemos foi mais do que mágica. Me despeço dos que foram pacientes, não desistiram, participaram, dos que partiram e dos que ficaram, dos que sorriram e se emocionaram, dos que pegaram junto, dobraram metas, viraram noites, sonhando e realizando junto comigo o mágico propósito de educar para melhorar o mundo!”, finalizou.

Em sua manifestação, o procurador-geral de Justiça e presidente do Conselho da FMP, Fabiano Dallazen, destacou o profissionalismo da gestão, sublinhando o quanto o Ministério Público sente-se honrado com o nível de excelência do ensino oferecido pela Fundação Escola do Ministério Público. “Temos na nossa FMP uma educação de qualidade. Reflexo da soma de esforços de profissionais comprometidos com o Ministério Público. Muito nos honra perceber a evolução contínua da nossa Escola e o reconhecimento da comunidade acadêmica, que enxerga na FMP a tradição e os valores do Ministério Público”, disse o PGJ, que encerrou parabenizando e desejando sucesso aos integrantes da nova gestão.

Também discursou durante a posse, o secretário da Administração Penitenciária, Cesar Faccioli, que ocupou a vice-presidência durante a gestão de David Medina. Faccioli ressaltou a importância e o valor da FMP. “Relembro momentos difíceis que foram vividos. Me sinto honrado de ter participado dessa história. Uma das grandes qualidades dessa gestão foi reconhecer o protagonismo dos operadores do dia a dia. Por isso, encerro pedindo uma salva de palmas aos nossos professores e servidores. A FMP é um valor do Ministério Público, de todos nós”, concluiu.

PRESENÇAS

Estiveram presentes os subprocuradores-gerais de Justiça para Assuntos Jurídicos, Jacqueline Fagundes Rosenfeld; para Assuntos Administrativos, Benhur Biancon Junior; para Assuntos Institucionais, Marcelo Lemos Dornelles, e de Gestão Estratégica, Sérgio Hiane Harris. Também compareceram o secretário-geral do Ministério Público, Júlio César de Melo, e o chefe de Gabinete da PGJ, Márcio Bressani, além de procuradores e promotores de Justiça e autoridades convidadas.