MP denuncia ex-funcionário da Carris que fraudou a empresa

MP denuncia ex-funcionário da Carris que fraudou a empresa

flaviaskb

O Ministério Público ofereceu denúncia, nesta segunda-feira, 09, contra Ivsem Gonçalves. O ex-funcionário da Carris, empresa de transporte público de Porto Alegre, foi denunciado por 67 fatos, envolvendo crimes de peculato, desvio de verbas públicas, falsificação de documento público, uso de documento falso e lavagem de dinheiro.

Leia mais:
MP desvenda fraude em indenizações cometida contra a Carris

A fraude na empresa Carris foi desvendada pelo Ministério Público no dia último dia 09 de maio, em operação desencadeada pela Promotoria de Justiça Especializada Criminal e pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado Núcleo Capital – Gaeco, sob coordenação do promotor de Justiça Flávio Duarte.

A DENÚNCIA

Segundo a denúncia, Ivsem Gonçalves exercia a função de coordenador de Finanças da Companhia Carris Porto-Alegrense e, por isso, conhecia a dinâmica relacionada aos pagamentos de indenizações que eram realizados pela empresa, assim, entre agosto de 2015 e janeiro de 2017, induziu em erro, de forma sucessiva, a diretoria da empresa, desviando valores que passam de R$ 1,6 milhão.

Para concretizar o golpe, Ivsen falsificou documentos e chegou a usar dados de uma criança morta na década de 1960. Na sequência, ele apresentou os documentos e formulários falsificados, como se emitidos pela procuradoria para a diretoria da Carris, que, em consequência e em razão deles, efetivou os pagamentos comandados pelo setor financeiro, coordenado pelo próprio Ivsem, com a emissão de cheques, em benefício dos favorecidos: a criança já falecida e a filha de Ivsen, que também foi indiciada pelo Ministério Público, por lavagem de dinheiro.