Rede de Controle da Gestão Pública reinicia atividades

Rede de Controle da Gestão Pública reinicia atividades

flaviaskb

A Rede de Controle da Gestão Pública do Rio Grande do Sul deu início aos trabalhos de 2018 nesta segunda-feira, 12 de março, no Auditório da Procuradoria-Geral do Estado, com o painel “Ouvidoria e Transparência no Setor Público”, ministrado pelo ouvidor e conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, Pedro Henrique Poli de Figueiredo. A atividade integrou as comemorações do aniversário de 53 anos da PGE-RS. O coordenador do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa, José Francisco Seabra Mendes Júnior, integra a Rede de Controle e participou das atividades, que foram seguidas da primeira reunião do grupo em 2018.

PAINEL

O painel foi conduzido pela presidente da Rede de Controle da Gestão Pública do Rio Grande do Sul, procuradora do Estado Adriana Krieger de Mello, e pela vice-presidente, procuradora adjunta do Ministério Público de Contas do Rio Grande do Sul, Fernanda Ismael. Na ocasião, foram apresentadas sugestões de temas a serem abordados no ano, definidas as linhas de atuação e formados os Grupos de Trabalho.

REDE DE CONTROLE DA GESTÃO PÚBLICA

Criada em 2009, a Rede aprimora o controle sobre a gestão pública e desenvolve ações voltadas à fiscalização, ao diagnóstico e combate à corrupção, ao incentivo e fortalecimento do controle social, ao compartilhamento de informações e documentos, ao intercâmbio de experiências e à capacitação dos seus integrantes.

INSTITUIÇÕES QUE COMPÕE A REDE

A Rede de Controle é composta pelo MPRS, Advocacia-Geral da União, Contadoria e Auditoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul, Controladoria-Geral da União, Ministério Público de Contas do Rio Grande do Sul, Ministério Público Federal, Procuradoria-Geral do Estado do Rio Grande do Sul, Tribunal de Contas da União, Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, Tribunal Regional Federal da 4ª Região e Polícia Federal. Foram convidadas a participar dos debates a serem realizados pelo Colegiado a Polícia Civil, a Prefeitura Municipal de Porto Alegre e a Subchefia de Ética, Controle Público e Transparência da Casa Civil do Governo Estadual.