Novo Hamburgo: motorista embriagada que matou mulher é denunciada por homicídio com dolo eventual

Novo Hamburgo: motorista embriagada que matou mulher é denunciada por homicídio com dolo eventual

flaviaskb

A denúncia apresentada pelo Ministério Público nesta segunda-feira, 11, contra Nivana Miriam Mello da Silva foi recebida pela Justiça de Novo Hamburgo nesta terça-feira, 12. A Promotoria de Justiça da Comarca a denunciou por homicídio com dolo eventual de Flávia do Carmo Marques, embriaguez ao volante e dano qualificado a um veículo envolvido. A Justiça acatou, também, o pedido de arquivamento do indiciamento dos caroneiros. O promotor de Justiça Manoel Luiz Prates Guimarães entendeu que não havia provas de que eles tiveram envolvimento na morte.

Conforme a denúncia, na madrugada de 21 de julho, Nivana dirigiu seu veículo com a capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool, em região central de área urbana, em velocidade incompatível com as suas condições e com a segurança, bem como sem observar as sinalizações de trânsito. Ela trafegava acima de 100 km/h na Rua Victor Hugo Kunz, uma das principais vias de Novo Hamburgo, ultrapassou o sinal vermelho, colidindo contra um primeiro automóvel. Ela fugiu do local em alta velocidade e acabou colidindo contra outros veículos. O carro em que Flávia Marques estava como carona capotou com o impacto. Ela chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos.

Após o segundo acidente, Nivana submeteu-se a teste de etilômetro, que constatou a concentração de 0,72 miligrama de álcool por litro de ar. Cinco veículos, além do conduzido pela denunciada, estiveram envolvidos na situação, bem como 11 pessoas.

Tramita no Tribunal de Justiça do Estado recurso em sentido estrito interposto pelo MP para a prisão preventiva da denunciada, que além de corretora de automóveis era motorista de Uber na cidade.