Menu Mobile

Caoijefam participa de reunião de apresentação do Projeto Família Protetora do Conselho Gestor do PPCAAM

Caoijefam participa de reunião de apresentação do Projeto Família Protetora do Conselho Gestor do PPCAAM

flaviaskb

O Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões (Caoijefam) participou, na última terça-feira, 9 de fevereiro, de reunião na Secretaria de Desenvolvimento Social, Trabalho, Justiça e Direitos Humanos (SJDH) para a apresentação do Projeto Família Protetora, do governo federal, destinado ao Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM).

O encontro com o Conselho Gestor do PPCAAM contou com a presença da promotora de Justiça e coordenadora do Caoijefam, Denise Villela, do secretário de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, Mauro Luciano Hauschild, da coordenadora-geral de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescentes, Denise Avelino, da coordenadora do PPCAAM/RS, Wanessa Buarque, além de representantes da Defensoria Pública, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/RS), Secretaria Estadual da Saúde (SES), Tribunal de Justiça do Estado (TJ/RS), Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP/RS) e SJDH.

Na ocasião, a promotora Denise destacou que a proposta já abrange cinco estados desde 2018: Ceará, Paraíba, Pernambuco, Espírito Santo e Rio de Janeiro. Até 2022, pretende-se abranger os estados de Alagoas, Pará, Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais. O objetivo do projeto é contribuir para a proteção de crianças ameaçadas de morte que estão incluídas no PPCAAM, desacompanhadas dos seus familiares, através do acolhimento em famílias solidárias. A intenção principal é consolidar um novo mecanismo de proteção, protagonizando o acolhimento como forma de estratégia de enfrentamento à institucionalização de crianças e adolescentes.

A metodologia do acolhimento se realizará através de trabalho articulado com as políticas públicas, com participação da sociedade civil organizada e da comunidade. As etapas do projeto, basicamente, relacionam-se a parcerias, cadastramento das famílias, sistematização da metodologia e governança da proposta, ligada à estruturação necessária ao desenvolvimento de todas as ações, incluindo a orientação e capacitação das equipes técnicas.