Menu Mobile

Força-Tarefa da Segurança Alimentar apreende 4,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo em Capão da Canoa e Xangri-lá

Força-Tarefa da Segurança Alimentar apreende 4,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo em Capão da Canoa e Xangri-lá

samantha

Em operação realizada nesta quinta-feira, 20 de fevereiro, a Força-Tarefa do Programa Segurança Alimentar interditou um restaurante e autuou três supermercados nos municípios de Capão da Canoa e Xangri-lá. Foi apreendido um total de 4,3 toneladas de produtos impróprios para o consumo.

O Restaurante e Pizzaria D’Martins, em Xangri-lá, foi interditado e um volume de quase 300 quilos de alimentos impróprios, vencido ou sem procedência, foi apreendido. O estabelecimento também estava com o alvará vencido.

O Supermercado Avenida, em Xangri-lá, foi autuado e teve dois depósitos interditados para limpeza. No local, foram recolhidas 3,5 toneladas de produtos. No Supermercado Praiano, no mesmo município, houve a interdição da padaria por falta de higiene, desorganização e inadequação do espaço físico. Em torno de 300 quilos de produtos foram apreendidos. No Balneário Capão Novo, em Capão da Canoa, o Mercado Estrela do Mar teve a padaria interditada pelas más condições de higiene. Foram apreendidos 200 quilos de produtos.

Participaram da operação o coordenador do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco – Segurança Alimentar), promotor de Justiça Alcindo Luz Bastos da Silva Filho, os promotores de Justiça Mauro Rockenbach, do Gaeco – Segurança Alimentar, e Luziharin Carolina Tramontina, de Capão da Canoa, representantes da Patram, Secretaria Estadual da Agricultura, Secretaria Estadual da Saúde e Vigilância Sanitária de Capão da Canoa e de Xangri-lá.