Campanha “Eu me comprometo” é lançada no Fórum do Álcool

Campanha “Eu me comprometo” é lançada no Fórum do Álcool

flaviaskb

O procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, acompanhado do subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Dornelles, participou, nesta segunda-feira, 30, do lançamento da campanha “Eu me comprometo” durante reunião do Fórum Permanente de Prevenção à Venda e ao Consumo de Bebidas Alcoólicas por Crianças e Adolescentes.

Em sua fala, Dallazen reafirmou que o Fórum do Álcool tem fundamental importância para o MP, por ser um espaço transversal e de diálogo do poder público com a iniciativa privada. “É um espaço de integração com as escolas, é a interface de um trabalho que vem dando um resultado muito eficiente e alentador no enfrentamento dessa questão – que é uma das grandes problemáticas que nós temos na área da infância e juventude – que é o consumo de álcool por crianças e adolescentes. A campanha que está sendo lançada hoje mostra a continuidade desse esforço conjunto, que reúne tantas instituições”, concluiu o PGJ.

A coordenadora do Centro de Apoio Operacional da Infância, Juventude, Educação, Família e Sucessões, Denise Villela, explicou aos convidados, que lotaram o auditório Marcelo Kufner, que a campanha “Eu me comprometo” faz parte das ações do Fórum do Álcool, criado em 2011 e coordenado pelo Cao Infância. O Fórum reúne entidades ligadas à infância, adolescência e educação, para mobilizar, em caráter permanente, a família, a comunidade, a sociedade e o Poder Público. O objetivo é desenvolver atividades de prevenção à venda e ao consumo de álcool por crianças e adolescentes, com adoção de providências que visam à conscientização das famílias e responsáveis, dos professores e educadores, agentes de saúde, adotando medidas de fiscalização, a serem desenvolvidas pelo Poder Público.

Criada por iniciativa do Grupo de Trabalho das Escolas (integrado pelos colégios Anchieta, Farroupilha, Marista Rosário, Monteiro Lobato e Santa Inês), a campanha tem o propósito de ser uma ação de cidadania, que incentiva todos os adultos a se comprometerem com o cuidado e a proteção de crianças e adolescentes em relação ao consumo de álcool e outras drogas lícitas ou ilícitas. A expectativa é buscar adesão de escolas estaduais, municipais e particulares, bem como de toda e qualquer instituição com interesse na temática.

Na apresentação da campanha, foi mostrado o material que será usado nas escolas, como folders e cards destinados aos pais. O material contempla cinco perguntas básicas, como: e se a festa for na minha casa, como devo agir? Traz, ainda, as orientações sobre como proceder para evitar que as crianças e os adolescentes consumam bebidas alcoólicas.

“Nós sabemos que o consumo não acontece na escola, mas fora dela. Muitas festas, já em função do trabalho do Fórum do Álcool, não permitem o consumo, porém, ainda há os chamados “esquenta”, que são festas nas casas das famílias. Precisamos orientar e conscientizar os pais para esses fatos, porque queremos trabalhar na prevenção”, reforçou Isabel Tremarin, do Colégio Anchieta, integrante do GT das escolas.

Na reunião desta segunda-feira, a promotora de Justiça Inglacir Delavedova também abordou questões relacionadas à Lei Estadual da Reforma Psiquiátrica. Foram convidados para abordar o tema o diretor do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Germano Bonow, e o psiquiatra e psicanalista Sérgio de Paula Ramos.

PRESENÇAS

Estavam presentes a promotora-corregedora Ana Adelaide Brasil Sá Caye, os promotores da Infância e da Juventude Danielle Bolzan Teixeira e Júlio Almeida. Além deles, também compareceram ao lançamento, o diretor do Departamento de Ações em Saúde da Secretaria Estadual da Saúde, Elson Farias; o representante da Secretaria Municipal de Saúde, Giovane Abraoo Salim Junior; o presidente da Comissão Especial da Criança e do Adolescente da OAB Carlos Kriger; representantes de escolas públicas e privadas; da EPTC; grupos de Escoteiros, Brigada Militar; SESI; SINEPE; DECA; PREDUC POA; e outras instituições ligas à infância e juventude.