Comissão do CNPG se reúne com ministro da Justiça para tratar de segurança nos Estádios

Comissão do CNPG se reúne com ministro da Justiça para tratar de segurança nos Estádios

flaviaskb

O promotor de Justiça Márcio Bressani esteve reunido em Brasília, nesta segunda-feira, 08, com o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Bressani é integrante da Comissão Permanente de Prevenção e Combate à Violência nos Estádios, vinculada ao Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais de Justiça (CNPG).

No encontro, Márcio Bressani ressaltou a importância das atividades de repatriação e deportação de torcedores com histórico de violência realizadas com sucesso durante a Copa América em todo o país, em consequência de sugestão do Ministério Público do Rio Grande do Sul para que fosse reeditada pelo Ministério da Justiça portaria adotada durante a Copa do Mundo 2014.

PADRÃO DE SEGURANÇA NOS ESTÁDIOS

A preocupação da comissão, levada ao conhecimento do ministro, também diz respeito à vinculação de facções criminosas com as torcidas organizadas, que usam o discurso da paixão pelo esporte para perpetrar um atalho para a prática de ilícitos inaceitáveis nos eventos esportivos nacionais. Para a identificação de criminosos, a comissão apontou a necessidade de formação de cadastro nacional de todas as torcidas organizadas vinculadas a clubes de futebol brasileiros e de torcedores envolvidos em atos de violência nos estádios e com facções criminosas no âmbito do Ministério da Justiça, nos moldes do Estatuto do Torcedor.

Outra sugestão apresentada diz respeito à formulação de um protocolo nacional de monitoramento eletrônico para a captura de torcedores impedidos de entrar nos estádios e de foragidos do sistema de Justiça. “O sucesso obtido na Copa América, que impediu a entrada nos estádios de torcedores violentos e as repatriações, aconteceu graças à integração com autoridades estrangeiras. Isso demonstrou que as sugestões feitas pela comissão são oportunas. Nós conseguimos barrar esses torcedores e obter esse resultado de tranquilidade nos estádios porque houve a colaboração das autoridades estrangeiras, que nos forneceram os dados dessas pessoas para que pudéssemos identificá-los e impedir que entrassem nos estádios e permanecessem no Brasil. Essas medidas que sugerimos vão permitir que os torcedores violentos brasileiros também sejam cadastrados e impedidos de praticar atos dessa natureza nos jogos fora dos país. Além disso, os clubes também farão a sua parte, garantindo um padrão de segurança para todos os estádios”, explica Bressani.

O ministro Sergio Moro falou sobre a importância do tema e comprometeu-se a encaminhar o documento para as áreas técnicas do Ministério da Justiça e a estabelecer uma comunicação com o Ministério Público.

PRESENÇAS

Estavam presentes ao encontro os procuradores de Justiça do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios, Eduardo Sabo; do Estado da Paraíba, Valberto Cosme de Lima; além dos promotores de Justiça Glícia Pessanha Carvalho Viana, do Ministério Público do Rio de Janeiro; Sandra Malta Prata Lima, do Ministério Público de Alagoas; Olímpio Coelho Campinho Junior, do Ministério Público da Bahia; e Bruno Osmar Vergini de Freitas do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios.