Menu Mobile

Caso Aranha: denunciados quatro torcedores por atos de injúria racial em jogo do Grêmio

Caso Aranha: denunciados quatro torcedores por atos de injúria racial em jogo do Grêmio

marco

A Promotoria do Torcedor denunciou quatro torcedores (entre eles a jovem flagrada pelas câmeras de uma emissora de TV) que praticaram atos de injúria racial contra o goleiro Aranha, do Santos, em partida realizada na Arena do Grêmio no dia 28 de agosto.

Na denúncia oferecida à Justiça, o Ministério Público pede a aplicação de medida cautelar proibindo imediatamente os denunciados de comparecerem aos jogos do Grêmio. O Promotor de Justiça José Seabra Mendes Júnior requereu que os torcedores se apresentem à Polícia uma hora antes das partidas e que permaneçam na Delegacia durante o desenrolar e até uma hora após serem encerradas.

A pena prevista por lei para os denunciados é de um a três anos de reclusão e multa. Caso aceitem o benefício de suspensão do processo, eles estarão proibidos, pelo prazo de um ano, de frequentarem estádios em todos os jogos do Grêmio como mandante ou visitante, devendo se apresentarem em Delegacia de Polícia indicada pelo Poder Judiciário.

O MP também pede que a Polícia Civil prossiga nas investigações do caso para apurar a identificação das demais pessoas envolvidas em atos de injúria racial na partida do Grêmio contra o Santos.

Ouça aqui a Rádio MP.