Caso Kiss: PGJ anuncia que MP pedirá absolvição de pais em processos de calúnia e difamação

Caso Kiss: PGJ anuncia que MP pedirá absolvição de pais em processos de calúnia e difamação

marco

Durante entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 26, o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, anunciou que o Ministério Público irá pedir a absolvição dos pais incluídos em processo de calúnia e difamação contra os promotores de Justiça de Santa Maria Ricardo Lozza, Joel Oliveira Dutra e Maurício Trevisan. Após decisão do Órgão Especial do Tribunal de Justiça, que julgou improcedente na sessão desta tarde, a exceção da verdade movida por um dos pais, os promotores de Justiça encaminharam manifestação ao procurador-geral de Justiça afirmando que seus objetivos foram alcançados “independentemente da prolação de sentença nas ações penais movidas pelo Ministério Público”.

De acordo com Dallazen, de posse da referida manifestação dos membros do MP, o promotor de Justiça Alexandre Salim, que está atuando nos casos, irá protocolar o pedido de absolvição nos dois processos de calúnia e difamação em Santa Maria.

Em manifestação, encaminhada ao PGJ, os promotores de Justiça externaram que seus objetivos sempre foram “fazer cessar as agressões e demonstrar a sua correta atuação em todos os processos envolvendo a responsabilização dos culpados pela tragédia da boate Kiss”.

Durante entrevista coletiva, o procurador-geral de Justiça disse que, diante da posição dos promotores de Santa Maria, não há mais nenhum sentido em prosseguir com as ações. Ele ressaltou ainda que, mais uma vez, o Poder Judiciário reconhece a legalidade e tecnicidade da atuação do MP neste caso.

Na sequência, o subprocurador-geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Marcelo Dornelles, afirmou que todo o episódio sobre a ação contra os pais das vítimas “precisa ser uma página virada, pois o interesse da Instituição sempre foi concentrar esforços na punição dos verdadeiros culpados”.