Porto Alegre: Ação do MP resulta em restauração de imóvel do século 19

Porto Alegre: Ação do MP resulta em restauração de imóvel do século 19

flaviaskb

Como resultado de ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público em 1999, a Prefeitura de Porto Alegre está, enfim, finalizando a primeira parte das obras de limpeza e recuperação estrutural do sobrado do século 19 localizado na Rua Riachuelo, nº 645, no centro de Porto Alegre.

Em 1977, por meio da Lei 4317, o prédio foi considerado "de valor histórico e cultural e de expressiva tradição na cidade de Porto Alegre". Porém, o então proprietário, Júlio Zancani de Azevedo, solicitou sua exclusão da Lei para poder demoli-lo e construir um edifício moderno, o que foi indeferido pela Prefeitura. O tombamento aconteceu em 1980.

A casa é importante por ser um dos poucos prédios remanescentes da arquitetura colonial luso-brasileira com sua técnica construtiva em Porto Alegre, sendo todas as paredes de tijolos assentados com argamassa de barro e as esquadrias com verga em arco.

“Acreditamos que a recuperação desse imóvel é mais um fator que contribui para a valorização e preservação do centro histórico de Porto Alegre”, afirma a promotora do Meio Ambiente de Porto Alegre, Ana Maria Moreira Marchesan.

Conforme informações do Município, já foram feitas a consolidação da estrutura do imóvel, a complementação de paredes que haviam sido demolidas, a recuperação, a pintura da fachada e a limpeza interior. As obras, que estão sendo realizados com recursos do Fundo Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural, devem ser concluídas até o final deste ano.