Definidas compensações ambientais para obras na Rua Anita Garibaldi

Definidas compensações ambientais para obras na Rua Anita Garibaldi

marco

Em reunião ocorrida nesta quinta-feira, 18, na Promotoria de Defesa do Meio Ambiente de Porto Alegre, foram definidas as compensações ambientais para a realização das obras da “trincheira” da Rua Anita Garibaldi, no cruzamento com a Terceira Perimetral. A Prefeitura se comprometeu em restringir a circulação de veículos pesados (acima de 7,5 toneladas), como já ocorre no Centro Histórico, nas Alamedas Raimundo Corrêa e Vicente de Carvalho durante as obras. Além disso, essas Alamedas não serão asfaltadas e, como compensação ambiental, o Município construirá jardins verticais nas paredes da trincheira e, nas áreas em que não incide luz natural, serão instalados mosaicos com iluminação artística. O Município ainda construirá, às suas expensas, calçadas verdes, no trecho compreendido entre o início da Rua Anita Garibaldi até a Rua Engenheiro Alfredo Correa Daudt.

O Município informará ao Ministério Público, nos próximos 15 dias, a data estimada para o início dos trabalhos, que durarão 12 meses, bem como o tempo necessário para a implantação das medidas compensatórias. Participaram da reunião o Promotor de Justiça Alexandre Sikinowski Saltz, o Diretor-Presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Luís Cappellari, o Advogado da EPTC, Fábio Berwanger Juliano, e a Engenheira Carla Meinecke, também da Empresa, além da Procuradora do Município Claudia De Aguiar Barcellos, o representante da Secretaria Municipal do Meio Ambiente Renato Silveira de Azevedo, a Coordenadora do Gabinete de Articulação Institucional da Prefeitura, Ana Pellini, além do Secretário Adjunto de Gestão, Maurício Gomes da Cunha.