imprensa

Notícias

Versão para impressão    Voltar

09/03/2012 - Meio Ambiente

MP investiga se bois de abatedouro clandestino eram fruto de abigeato

Por Jorn. Marjuliê Martini
Foto/ MP Teutônia
Animais prontos para o abate foram recolhidos

A Promotoria de Justiça de Teutônia investiga se os mais de 20 bois encontrados ainda vivos em abatedouro lacrado nesta quinta-feira, 8, na cidade de Imigrante, além de outros sete já abatidos, são fruto de abigeato (roubo ou furto de gado). Além disso, conforme o promotor de Justiça Jair Franz, será investigado se houve conivência ou negligência por parte da Inspetoria Municipal, bem como a responsabilidade civil e criminal dos responsáveis pelo abate irregular. Os animais não tinham nota de produtor; além disso, o frigorífico tinha autorização para abater apenas 25 animais por mês. No entanto, no momento da fiscalização, promovida pelo MP, Inspetoria Veterinária Estadual e 2º Batalhão de Polícia Ambiental de Estrela, 30 bois estavam prontos para serem mortos.

As investigações iniciaram através de uma denúncia anônima encaminhada pela Secretaria Estadual da Agricultura à Promotoria de Teutônia. Foi, então, instaurado um inquérito civil pelo Promotor de Justiça, para verificar a industrialização irregular de produtos de origem bovina. Após a vistoria, que culminou no fechamento e multa do frigorífico, os animais já abatidos foram encaminhados para uma fábrica de ração, enquanto que o gado vivo foi apreendido e encaminhado para abate sanitário.

Agência de Notícias
imprensa@mprs.mp.br
(51) 3295-1820


Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul
Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 - Porto Alegre - CEP.: 90050-190 - Tel.: (51) 3295-1100