civel

Notícias

Versão para impressão    Voltar

18/04/2013 - Institucional

Programa de Ações Compartilhadas de Prevenção a Sinistros será apresentado no MP


Sede do MP do RS

Será apresentado nesta quinta-feira, 18, às 14h, no auditório da Sede do Ministério Público em Porto Alegre, o “Programa de Ações Compartilhadas de Prevenção a Sinistros”. A iniciativa prevê um conjunto de ações cooperadas para a regulamentação e adequação das construções públicas, privadas, comunitárias e comunitárias/privadas em municípios gaúchos. O encontro é destinado a Membros do MP, Deputados, Prefeitos e Vice-Prefeitos Municipais, Secretários, integrantes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros, Associações Municipais e órgãos vinculados à área. Na ocasião serão firmados protocolos e termos de compromisso entre os participantes.

De acordo com o Promotor-Assessor da Subprocuradoria-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais, Cesar Faccioli, a iniciativa do projeto foi de quatro associações regionais de municípios, através de sua consultoria jurídica. Uma minuta foi encaminhada ao Ministério Público, que, acolhendo-a, agregou sugestões e assim foi produzida a versão final do programa. “A lógica do projeto executivo é a construção de política pública permanente com foco na prevenção e cooperação, buscando a mediação entre as limitações técnicas e orçamentárias dos municípios e a necessidade de urgente adequação dos espaços públicos e privados à legislação de prevenção de sinistros”, ressalta Cesar Faccioli.

Em sua fase 1, o programa fará um inventário completo de todos os espaços - públicos (especialmente escolas), privados (de exploração comercial ou não) e comunitários (como salões paroquiais, ginásios de esporte, galpões, etc.), considerando que em muitos destes são realizados atos com aglomeração de pessoas e que muitos sequer estão cadastrados, funcionando na informalidade, muitas vezes sem o adequado Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI).

Na fase 2, está prevista a criação e fiscalização de cronograma segmentado de aparelhamento dos espaços do equipamento mínimo (extintores, iluminação de emergência e portas especiais), respeitada a classificação das edificações por critérios legais tais como os de nível de risco ao patrimônio e à vida e, ainda, o da destinação da edificação.

Também está prevista forte ação de capacitação e orientação de agentes públicos e comunitários para difusão das informações básicas de gestão de sinistro, atividade que seria desenvolvida especialmente pelo Corpo de Bombeiros.


Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul
Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 - Porto Alegre - CEP.: 90050-190 - Tel.: (51) 3295-1100